Tire suas dúvidas

Quais os exames de ressonância magnética disponíveis e como o profissional médico pode solicitá-los?
É importante que o paciente, ao chegar à clínica para realizar o exame, não tenha nenhum imprevisto.

Quais são as dúvidas mais freqüentes dos pacientes?
Fizemos um levantamento das dúvidas mais freqüentes para que você possa esclarecê-las aqui em nosso site.

 

 
Bem-vindo

< voltar

RM ABDOME TOTAL FEMININO

1. Principais indicações

- Diagnóstico, avaliação ou acompanhamento de doenças abdominais, principalmente as de etiologia neoplásica, infecciosa/inflamatória, vascular, traumática e congênita.
- Avaliação morfológica de órgãos/vísceras parenquimatosas.
- Avaliação de nódulos e/ou cistos.
- Diagnóstico diferencial do paciente com icterícia.
- Avaliação morfológica da aorta.
- Avaliação de linfonodomegalias.
- Avaliação de alterações uterinas (miomatose, adenomiose, neoplasias), ovarianas (cistos) e de endometriose.
- Quantificação de ferro hepático.

2. Regiões estudadas

- Fígado, vias biliares, pâncreas, baço, rins, adrenais, aorta, retroperitônio, bexiga e útero.

3. Orientações necessárias

I - Informações sobre o exame
- Trata-se de exame de ressonância magnética do abdome feminino.

II - Critérios de realização
- Exame realizado somente com solicitação médica.
- Clientes menores de 18 anos deverão vir acompanhados de um responsável legal.
- Para clientes que estejam amamentando, caso seja utilizado contraste, poderá ser necessária a interrupção temporária da amamentação, por um período de 24 a 48 horas. Neste caso, deverá ser feito contato com médico do setor para esclarecimentos complementares.
- É necessário comparecer sem maquiagem para a realização do exame e é recomendável a retirada de "piercings".
- Limite de peso para realização do exame: 140 kg.
- Devem ser apresentados resultados anteriores, se houver.

III Contra-indicações
- As seguintes condições e materiais contra-indicam a realização da ressonância:
- Clipes de aneurisma
- Implantes e aparelhos oculares (exceto lentes intra-oculares para catarata)
- Implantes otológicos cocleares
- Marca-passo cardíaco
- Fixadores ortopédicos externos
- Gestantes com menos de 12 semanas de gestação

- As seguintes condições e materiais são permitidos para a realização da ressonância:
- Clipes utilizados em cirurgias de vesícula biliar
- Próteses valvares cardíacas (mesmo as metálicas)
- Implantes ortopédicos, como próteses, pinos, parafusos e hastes (exceto os fixadores externos)
- Derivação ventriculoperitoneal
- Dispositivo intra-uterino (DIU)
- Stents intravasculares (como stent coronariano, por exemplo) são permitidos para a realização da ressonância somente após 6 semanas de sua colocação.


4. Método

- Ressonância magnética de 1,5 tesla,com cortes multiplanares ponderados em T1 e T2 que se iniciam na cúpula diafragmática e se estendem até a sínfise púbica. Geralmente há a necessidade de uso do meio de contraste paramagnético por via endovenosa.

5. Interpretação e comentários

- Esta ressonância avalia as estruturas abdominais e pélvicas, estando indicada como exame complementar a outros métodos de imagem, na investigação de alterações uterinas (miomatose, adenomiose e neoplasias) e ovarianas (cistos), assim como de endometriose e de doenças abdominais, principalmente as de etiologia neoplásica, infecciosa/inflamatória, vascular, traumática e congênita. É especialmente útil para nefropatas e para mulheres que têm alergia a iodo.

< voltar


 



MEDimagem - Rua Konrad Adenawer, 10 - Gilberto Machado - Cachoeiro de Itapemirim - ES - CEP 29303-270
Telefones: (28) 3522-9933 - (28) 2102-9308 - [email protected]
Desenvolvimento: WSDIAS - Design de Impacto

Página Principal